Coluna

Coluna

JUNIOR CALHEIROS

Ver coluna

Penalizado: CEO revela como funcionam algoritmos do Instagram

Instagram-vai-ter-anuncios-ate-na-pagina-de-pesquisas-970x546

Provavelmente, se você usa o Instagram, já parou para pensar sobre os algoritmos e tentar entender como funciona. A rede social sempre foi complexa nesse sentido e, por muito tempo, não divulgava informações sobre. Nesta quarta-feira (31), o CEO da plataforma publicou um texto no blog do Instagram revelando detalhes sobre os algoritmos.

“Queremos falar mais sobre como funciona a classificação no Instagram para ajudar as pessoas a maximizar a própria experiência e os criadores de conteúdo a entender como o conteúdo deles pode ser exibido”, diz o texto assinado por Adam Mosseri.

Afinal, quais são os critérios?

Não há uma resposta curta para explicar como o Instagram funciona. Segundo o executivo, a rede utiliza diversos algoritmos, classificadores e processos, cada um com um propósito. Isso varia conforme falamos das diferentes abas do Instagram (reels, stories, feed, explorar).

No artigo, o CEO também esclareceu como funciona o “shadowban”, como é popularmente conhecido, punição aplicada a alguns usuários. Normalmente, as pessoas se referem a essa prática quando contas ou conteúdos são limitados ou ocultados na plataforma sem uma explicação clara.

Segundo Mosseri, isso não ocorre de propósito e não é uma forma de forçar a compra de anúncios, ao contrário do que muitos pensam. Quando isso acontece, o usuário pode sempre acessar a aba “Status da Conta”, que mostra ao criador de conteúdo por que a postagem não foi qualificada para ter melhor alcance.

Esse recurso não é novo, lembrou Mosseri. Qualquer conteúdo negativo que possa afetar a visibilidade de posts deverá aparecer ali, com a devida explicação e dicas para melhorar o desempenho nas próximas postagens.

“Estamos sempre explorando formas de ajudar os criadores de conteúdo a entender por que determinados conteúdos, como reels, não estão tendo uma distribuição tão grande para não seguidores. Estamos testando novas notificações para ajudar os criadores de conteúdo a perceber quando o alcance do próprio reel pode ser limitado devido a uma marca d’água. Pretendemos expandi-las para mais pessoas à medida que descobrimos o que é mais eficaz”, explica.

Como é definida a ordem dos stories

Quem nunca reparou que os stories normalmente mostram primeiro os amigos mais próximos e familiares? Pois bem, esse é um dos critérios, mas há vários outros. Nos stories, sempre vão aparecer conteúdos de perfis que você segue e alguns anúncios.

A seguir, os pontos levados em consideração pelo Instagram para ordenar os stories na tela:

  1. Histórico de visualização: verifica com que frequência você visualiza os stories de uma conta;
  2. Histórico de engajamento: observa a frequência com que você interage com os stories dessa conta, por exemplo, curtindo ou enviando DM;
  3. Proximidade: amigos e familiares têm prioridade aqui, seguidos por colegas de trabalho ou contas dos influenciadores favoritos.

Como funciona o algoritmo do feed

O Feed é a página inicial personalizada do Instagram. Ali, são exibidas fotos, carrosséis e vídeos. Além de posts de amigos, há conteúdos patrocinados e aqueles recomendados pelo algoritmo.

Estes são os elementos mais importantes usados para ordenar a sequência de posts no seu Feed do Instagram:

  1. Atividade: as publicações que você curtiu, compartilhou, salvou ou comentou ajudam a entender quais podem ser seus interesses.
  2. Engajamento da publicação: são sinais que abrangem a popularidade de uma publicação (quantas curtidas ela recebeu e com que frequência as pessoas estão curtindo, comentando, compartilhando e salvando) e informações mais concretas sobre o conteúdo, como quando ele foi publicado e qual é a localização (caso ela tenha sido inserida).
  3. Informações sobre a pessoa que publicou: elas ajudam a ter uma noção do nível de interesse do usuário pelo conteúdo de alguém.
  4. Seu histórico de interação com alguém: ajuda o Instagram a compreender seu nível geral de interesse por publicações de uma pessoa específica. Um exemplo seria você comentar ou não nas publicações de alguém e vice-versa.

Como é a classificação da página ‘explorar’

O ‘explorar’ é uma das áreas mais orientadas pelo algoritmo de recomendação, porque faz parte da sua essência. É o local para se encontrar contas ainda não seguidas, vídeos interessantes ou fotos que podem atrair sua atenção.

As ações mais relevantes para o ranqueamento dos posts são curtidas, salvamentos e compartilhamentos, respectivamente. Os sinais mais importantes analisados são os seguintes:

  1. Popularidade da publicação: posts que viralizam têm mais chance de parar na guia ‘explorar’ para quem se interessa por aquele assunto. Comentários, compartilhamentos, salvamentos, associados a quantidade e a velocidade de curtidas são os diferenciais aqui;
  2. Atividade: quando você encontra algo na guia e interage, deixa implícito para a plataforma que concorda com a indicação. Logo, é provável que receba mais sugestões parecidas com aquela;
  3. Histórico de interação: quando você interage com algum criador desconhecido, avisa para o algoritmo que pode ter interesse pelos conteúdos. É provável que a guia passe a exibir mais coisas daquele perfil;
  4. Quantidade de interações: se você já visualizou post ou curtiu algo sobre um tema específico, é provável que a aba traga outros posts viralizados similares, por entender que aquilo é do seu interesse.

Como funciona o algoritmo dos reels

Por último, a novidade mais recente do Instagram, o reels. Essa aba é baseada no formato de vídeos curtos de entretenimento, consagrado pelo TikTok. A seção conta com conteúdos como curiosidades, tutoriais, receitas e vídeos humorísticos.

Estes são os sinais mais importantes do formato reels:

  1. Sua atividade: curtidas, salvamentos, “recompartilhamentos” ou comentários são levados em consideração;
  2. Seu histórico de interação: assim como na aba ‘explorar’, vídeos do reels podem ter sido criados por alguém que você não conhece. Se você interagiu com essa pessoa, talvez tenha interesse no assunto;
  3. Informações sobre o reel: conteúdo do vídeo, como a faixa de áudio ou os elementos visuais, e a popularidade são fatores balizadores;
  4. Quem publicou: o Instagram analisa a popularidade — número de seguidores ou o nível de engajamento — para identificar conteúdos interessantes. Perfis mais famosos têm mais chances de aparecer.

Fonte: https://gizmodo.uol.com.br/acabou-o-misterio-ceo-revela-como-funcionam-algoritmos-do-instagram/

Últimas Notícias