“Jovem Pan dispensa Pavinatto após desobediência em transmissão ao vivo”

Por Elton Marques
23/08/2023

Na terça-feira (22), Tiago Pavinatto, um nome de destaque na atual fase da Jovem Pan News, foi demitido de suas funções. Durante o programa “Linha de Frente”, Pavinatto fez comentários controversos ao vivo, chamando um desembargador de “vagabundo e tarado”. Além disso, recusou-se a obedecer uma ordem dos executivos da emissora, que exigiram que ele se desculpasse pelo ocorrido no encerramento do programa. Sua atitude desafiadora e a recusa em se retratar foram consideradas uma atitude de desafio aos diretores da rede, o que levou à sua demissão. Esse episódio foi percebido nos bastidores como um ato de estrelismo.

Pavinatto afirmou no ar: “A direção da casa está pedindo uma retratação ao desembargador Airton [Vieira] e eu não vou fazer, tá? E eu deixo claro aqui: eu não vou fazer uma retratação pra uma pessoa que ganha dinheiro público, livra um pedófilo, e ainda chama a vítima, de 13 anos de idade, de vagabunda. Eu me nego a fazer. Estou sendo cobrado insistentemente a me retratar pela questão do desembargador… eu não vou fazer, me desculpem. Não tem mais clima. Falar de criança acaba comigo. Espero que amanhã eu volte pra cá”. Essas declarações levaram à sua suspensão imediatamente após o término do programa e, posteriormente, à sua demissão no final da tarde.

O comentário polêmico do jornalista, incluindo suas críticas à decisão do desembargador, causou alarme entre os executivos da emissora. Eles estão lutando para reconstruir a imagem do canal de notícias, que enfrentou várias polêmicas nos últimos meses. A diretoria da rede via Pavinatto, um jurista respeitado em São Paulo, como uma peça-chave para demonstrar ao público que a empresa adotava uma abordagem mais equilibrada.

A decisão sobre o futuro de Pavinatto não estava nas mãos dos executivos da emissora. A permanência dele na rede dependia exclusivamente de Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, também conhecido como Tutinha, o responsável máximo pela Jovem Pan. Tutinha não estava com pressa para tomar uma decisão em relação à principal estrela da emissora. Inicialmente, a emissora tomou três medidas: retirou os vídeos do episódio em questão do programa “Linha de Frente” para minimizar os danos à reputação do desembargador, suspendeu Pavinatto e demitiu um dos comentaristas do programa.

Rodolfo Mariz, um dos comentaristas, foi identificado internamente como alguém que contribuiu para Pavinatto perder a compostura. Ele chorou ao vivo enquanto discutia o caso e foi demitido imediatamente pela emissora. Mariz também era o rosto do programa nos finais de semana e apresentava “Flagrante”, um telejornal policial exibido aos sábados à tarde. A demissão de Pavinatto e as ações subsequentes destacam os desafios que as emissoras de notícias enfrentam ao lidar com questões delicadas e personalidades controversas.

Veja também:

Fique por dentro de outros assuntos do mundo do entretenimento e do mundo dos famosos no Instagram @entreter7 e no programa Antena Tarde. De segunda a sexta, às 13h com participação de Alexandre Moreno, na Rede Antena7 e na TV Farol (canal 16.1 em Maceió).

Esse texto pode ter conteúdo produzido por IA como co-autor.

POLÊMICA