Estudantes do Ifal Penedo criam projeto para falar do perigo das misturas caseiras

Por Imarlan Gabriel (estagiário de Jornalismo) Ifal
14/07/2023

Com o objetivo de conscientizar sobre os perigos que envolvem as misturas caseiras de produtos de limpeza e outros componentes, estudantes do 1º período do curso superior em Química Industrial do Instituto Federal de Alagoas – Campus Penedo criaram o projeto “Todo mundo odeia a Química”.

De caráter extensionista, ou seja, voltada para o público externo, a ação possui perfis nas redes sociais (Instagram e TikTok), onde são publicadas fotos e vídeos desmistificando informações sobre o assunto de maneira didática e bem-humorada.

O grupo do projeto é formado por sete integrantes: Emily Thayse, Estefanny Vitória, Kauany Estephane, Luana Querino, Maria Eduarda, Rayane Rocha e Ryan Almeida. A ideia de abordar o tema no projeto partiu da aluna Estefanny Vitória, que já passou por problemas envolvendo essas misturas.

Outra integrante da equipe, a estudante Luana Querino, explicou que o projeto pretende alcançar pessoas que cuidam da limpeza da casa e que trabalham no ramo, principalmente, mulheres e jovens. “As pessoas tendem a achar que a mistura dos produtos vai intensificar a limpeza, o que não é verdade”, destacou a aluna.

Ela contou que o grupo escolheu as mídias sociais por ser a principal fonte de disseminação das “famosas” misturas caseiras. Além de produzir conteúdos para essas plataformas, a equipe faz divulgações em escolas de Penedo, inclusive no próprio Ifal, e aproveitam a ocasião para explicar um pouco sobre o tema.

Luana também falou do perigo de vídeos que ensinam a fazer essas misturas e que se tornaram mais frequentes nas mídias sociais após a pandemia de Covid-19. “Por conta da preocupação em manter tudo limpo e esterilizado durante a pandemia, ficou ainda mais comum ver nas redes vídeos de pessoas ensinando misturas caseiras ‘milagrosas’ que, em muitos casos, são extremamente perigosas para a saúde dos envolvidos”, explicou a graduanda.

Por que “todo mundo odeia a Química”?

A criação do projeto está ligada às atividades da disciplina Química na Sociedade, ministrada pelos professores Eliza Vianna e Renan Atanázio. Luana explicou que o nome “todo mundo odeia a Química”, dado pelo grupo ao projeto, busca fazer uma crítica ao pensamento que geralmente costuma ser atribuído à disciplina.

“A Química é comumente empregada como a vilã das disciplinas, aquela que todos odeiam e desconhecem. Mas, o que a maioria não sabe é que nós utilizamos e vivenciamos a Química cotidianamente. O que nós achamos que odiamos, na verdade, facilita a nossa vida e nos ajuda diariamente. Ou seja, ninguém realmente odeia a Química. Simplesmente, não a entende ou desconhece a sua importância”, explanou Luana.

Veja também:

Fique por dentro de outros assuntos do mundo do entretenimento e do mundo dos famosos no Instagram @entreter7 e no programa Antena Tarde. De segunda a sexta, às 13h com participação de Alexandre Moreno, na Rede Antena7 e na TV Farol (canal 16.1 em Maceió).

Esse texto pode ter conteúdo produzido por IA como co-autor.