Elize Matsunaga vira motorista de aplicativo em SP

Por Redação
24/02/2023

Elize Matsunaga, condenada pela morte do marido Marcos Kitano Matsunaga, herdeiro do grupo Yoki Alimentos, está em liberdade condicional desde maio de 2022 e está tentando se ressocializar como motorista em três aplicativos na região de Franca, no interior de São Paulo. Segundo o jornalista Ulisses Campbell, os relatos dos passageiros são de que ela é “bem tranquila” e a maioria a recebe bem, embora use um nome falso e acessórios para evitar ser reconhecida. Elize tem um bom desempenho como condutora, com uma nota de 4,80, e utiliza um Honda Fit.

Elize possui formação em diversas áreas, incluindo contabilidade, enfermagem, sommelier e direito. Ela foi condenada a 19 anos e 11 meses de prisão, mas a pena foi reduzida pelo Superior Tribunal de Justiça para 16 anos e 3 meses. Ela passou 10 anos em regime fechado no presídio de Tremembé (SP).

Assim como sua ex-colega de prisão, Suzane von Richthofen, que também foi beneficiada com progressão de regime, Elize abriu um ateliê de costura. Elize comercializa produtos para PET enquanto Suzane vende sandálias customizadas. Ambas fizeram oficinas de artesanato e corte e costura na prisão, atividades educativas e produtivas com a finalidade de ressocialização. A Lei de Execução Penal prevê que cada três dias de trabalho do preso resultam em um dia a menos na pena.

Veja também:

Fique por dentro de outros assuntos do mundo do entretenimento e do mundo dos famosos no Instagram @entreter7 e no programa Antena Tarde. De segunda a sexta, às 13h com participação de Alexandre Moreno, na Rede Antena7 e na TV Farol (canal 16.1 em Maceió).

Esse texto pode ter conteúdo produzido por IA como co-autor.